sexta-feira, 22 de junho de 2012

Mesinha Móvel







Meu notebook na mesinha Móvel, inclinada,
Com o som bem amplificado,
Duas caixas pequenas e uma grande...
A música leva a mundos bem mais relevantes,
Sensações aladas...
A cadeira de digitador,
No pode faltar
Pra poder, confortavelmente, voar.
E está montado o cenário para a inspiração
Tomar conta de meu coração,
Através de versos simples, mas encantados.
...Os prazeres de um sonhador!


É pra escrever
Que continuo a viver.


Nada mais me importa,
A não ser dar a minha contribuição,
Para esticar essa corda
Que ameaça se romper,
Se a humanidade não perceber
Que é chegado o tempo,
De enternecer!
 - O definitivo argumento -
O prazer que sinto,
Quando o leitor entende o que digo...
Quando se comove com minha pulsação...
Quando entra, espontaneamente, em minha embarcação,
Ajudando-me a remar pelo espaço...
...Obriga-me a aprimorar o abraço,
Através da mensagem que espalho,
Dos dardos de afeição que disparo.



Vídeo indicado
Daniela Mercury
"Meu Plano"



3 comentários:

Sandra Amorim disse...

parabéns Claudio! Seus versos nos faz acreditar que amar é o caminho para a verdadeira paz! Bjs no coração.

Marly Bastos disse...

Realmente escrever é uma cartase para o poeta do amor.
linda poesia
bjks

Anônimo disse...

***** Vamos continuar esticando esta corda, somos as pessoas mais fortes do mundo... Simplesmente porque amamos!*!*!* Parabéns meu amigo!* Abraço na alma!*!* >>> Narlei*