sábado, 27 de maio de 2017

Os Sapos

Resultado de imagem para imagens de sapos

bauzinho da web - blogger







Eu engoli sapos demais, a vida toda. 
Atitude meio louca, 
Porque, para não ter que brigar, 
Eu os engoli 
E deles me entupi. 
Hoje eles refletem em minha saúde, fragilíssima, 
Precaríssima! 
Deveria ter brigado um bocadinho mais. 
Não muito. Apenas, um pouco mais... 

Alguns de nossos direitos precisam ser preservados, 
Não podem, em hipótese alguma serem, negociados. 
Sob pena de você ter uma velhice complicada como a minha,  
Porque tudo que foi  indevidamente sufocado na vida, 
Volta, de alguma forma,  
E, com sua potência, pode lhe tirar da roda... 

Portanto, munido de muito bom senso, 
Dê uma avaliada nas suas concessões, 
Para que mais tarde não voltem como aleijões. 
Todo o respeito do mundo, aos seus sentimentos.





"Chão de giz"







Imagem relacionada


Trabalho nº 3.797

Tsunâmica de tão Quântica !

localsurfitacare.comImagem relacionada



A cada dia que sobrevivo, 
Vejo-me mais valentão: 
Do tipo que olha para a vida e pergunta: 
É só isso!? 
Tendo toda arrebentada a bunda 
De tanto ser arrastada no chão... 
Que não sinto mais dor: eu finjo. 

E podem apostar que é assim que vou ganhar esse jogo 
Completamente louco. 
Algumas crenças acreditam que a gente escolhe o que vai passar. 
Por favor, não me deixem nunca mais fazer isso. 
Não tenho, para tal, o necessário juízo. 
Duvido e faço pouco que eu tenha escolhido isso para eu passar. 
Não tem como acreditar. 

Enfim, o que é certo é que de um jeito , ou outro, está no fim, 
Com grande chance de eu surpreender no fim... 
Nada disso terá sido em vão. 
Não foi para isso que vim para esse chão. 
Estou sentindo uma virada tsunâmica, 
De tão quântica! 





"O Último Romântico"




Imagem relacionada


Trabalho nº 3.796

Extrato de Felicidade


Resultado de imagem para imagens de ikebanas de saúde




Se você é sozinho 
E gosta de festa, 
É você quem tem que fazer a festa! 
Nem que seja em seu cantinho. 

Estamos chegando ao fim de uma civilização, 
Por isso, os tempos estão pesados, 
E as verdadeiras festas: desaparecendo. 
O que não o impede de preservá-las em seu coração. 
Pequenos prazeres, toques delicados, 
Generosas doses de Arte... 
As namoradas: A  Música e a Poesia! 
Coraçaõ escancarado. 
Uma pitada de rebeldia. 
Uma paixão pela tarde.. 
Uma devoção ao sol nascendo! 
O mar quebrando 
Passarada cantando!' 
A companhia insubstituível dos encantados! 
E pronto! 
E ponto! 
Não há baixo astral que resista a esses ingredientes enlevados. 
Extrato de felicidade concentrado! 





"Trem das Cores"




Imagem relacionada

Trabalho nº 3.795