segunda-feira, 30 de novembro de 2015

O Equívoco da Exploração


pt.wikipedia.org

É fácil compreender.
É como no corpo humano.
Os órgãos não podem ser retirados, aleatoriamente,
Irresponsavelmente.
Todos pertencem a um esquema muito bem elaborado.
Todos têm um papel que precisa ser executado.
Não é difícil de entender
Que se extrairmos maciçamente
O corpo se deteriorará obviamente.
O planeta obedece a um mesmo plano.

Os amigos acham mesmo que o petróleo era para ser retirado,
Explorado,
Sem termos condições apropriadas de reposição?...
Acreditam que ele está ali, à nossa disposição,
Sem qualquer telúrica função???

Pensem,
Repensem!!!!!

O mesmo acontece com os minérios,
Que são retirados sem qualquer critério...
A estúpida e neanderthal exploração,
Só causa devastação.
A médio e longo prazo
Tudo nos será cobrado.
Toda a avidez
De nossa estupidez,
De nossa ganância,
De nossa absurda arrogância.

É questão de tempo
Para se provar deste assustador argumento.

Alguém poderá dizer:
"Ah, mas a vida moderna depende da exploração".
A conclusão é que erramos na elaboração
Do que equivocadamente qualificamos como progresso.
E que cosmicamente, ecoa como retrocesso.
Impossível não admitir e perceber.

Pois é, erramos feio
E traímos o planetário enredo.






"Inútil dormir que a dor não passa"
https://www.youtube.com/watch?v=Dam34zFx3I0

 

fotos.estadao.com.br
 
Trabalho nº 2813

Amigos??




meu-paraiso-das-gifs.blogspot.com



Fico abismado ao perceber como a amizade
Está sendo mal tratada...
Mal cuidada!
Algo tão precioso,
Tão grandioso!!
Sinto que ela não está em todas as listas de prioridades...
Bem ao contrário, está quase sempre em segundo plano.
O que é um lamentável engano.
Digo com conhecimento de causa.
Está gravado em minha alma.
Fui, literalmente salvo, várias vezes, por amigos.
Em múltiplos sentidos!

Mas, aprendi com isso.
O prazer de socorrer um destino.
Dar a mão, quando o afogamento
É praticamente certo.
Quando o constrangimento
Ofusca toda e qualquer possibilidade de trilho...
Correr risco.
Apostar.
Amparar!
Misericórdia: esta ação inunda qualquer deserto.

Pena que nesta atualidade, muito pouco
Disso tudo, está sendo possível.
Momento grotescamente rouco.
Estamos vivenciando um momento tremendamente frio,
Insensível,
Vazio!
Não há confiança!
Prova maior da brutal ausência da temperança.





 "Salve, como é que vai" 
 https://www.youtube.com/watch?v=HO7Dx4ziU_o
 

 www.tudointeressante.com.br
 

Trabalho º 2812

domingo, 29 de novembro de 2015

Em Pleno Domingo


tudopore-mail


E você voltou no meio da tarde, 
Transbordando o que lhe arde... 
Nem tive tempo de pensar, 
Não consigo resistir a esse olhar... 
Basta você chegar perto, 
Que eu atravesso o deserto...! 

Você chegou... 
E se aconchegou! 

Aninhou-se dentro de meu desejo, 
Com um enfeitiçado lampejo... 

Só sei dizer que nós fomos subindo, 
Subindo, 
Subindo... 
E o mundo sumindo. 

Onde foram parar todos os sons? 
Quem calou a floresta? 
... De onde veio essa safada sensação de festa?! 
Há mais de dez anos que não via estes tons... 
Imagens magníficas! 
Essas, sim: Místicas! 

Assim que nos fundimos, 
Soaram todos os sinos de nossos destinos... 








"Pra que querer saber que horas são?"




 
tudopore-mail

Trabalho nº 2811


Afiados Cortes


                      fotos: Ilda Stauffer



Sinto-me bem desperto!
Por isso, tudo tem mais chance de dar certo.

Apesar de não fazer parte do sonho,
O que me proponho
Pode e será muito bom.
Para quem precisava tanto ter o próprio som...
Para quem fez questão
De ser fiel ao coração,
Ao mesmo tempo em que atende à imensidão,
Com seus anseios,
Encantados esteios!

O que vem se desenhando,
Vem me animando,
Rumo ao compartilhamento
De meus melhores sentimentos.

Apesar de, próximo do fim,
Tenho em mim,
Uma vontade feérica e infinda,
De minimizar o sofrimento alheio,
Por, totalmente desprezar o seu recheio...

Gosto mesmo é de ver a felicidade
Espraiando-se sobre a humanidade,
Com tranquilidade...
E, imparcialidade.
Sem grandes fricções,
Ou, inúteis anulações.

Gosto mesmo é de ver a multidão sorrindo
E subindo...
Embalada por afiados cortes,
Rumo ao próprio Norte.






 Afastem as cadeiras e aumentem o som:

 https://www.youtube.com/watch?v=zmkVMAs0Hes





 Trabalho nº 2810

sábado, 28 de novembro de 2015

Aéreo Trilho


                              fotos: Ilda Stauffer


Ah! Meu amigo!
Você percebe quando alçou o seu verdadeiro destino.
As peças se encaixam,
E os problemas se desencaixam...

Você passa a gozar de uma fluidez,
Que acaba se refletindo em sua tez.
Muda o rosto.
Muda o gosto!

Você fica mais macio,
Mais levinho,
Mais bonzinho...
... Mais gostosinho!

Perde a marra.
Aposenta as garras.
Porque a partir dali nada mais pode atingi-lo
Feri-lo!

É o mais alto
Dos saltos.
O mais corajoso!
E, sem dúvida alguma, o mais honroso!

Sob todos os pontos de vista,
A grande conquista!
Claro, que dá um frio na barriga.
Mas, é o melhor da vida!

Agora, é só continuar respirando...
Muita, muita, muita, afeição irradiando!
O aéreo trilho
Irá sozinho para o celestial brilho.






 "Meu pensamento viaja no azul"

 https://www.youtube.com/watch?v=LMrJVUFNGF4


 
  
Trabalho nº 2809

Adeeeeeeeeeeeeeeeeus !!!!




Hoje, fui falar de meu passado e me engasguei...
Empaquei
Não vi razão alguma para falar...
Talvez, tenha cansado de me lamentar.

Toda vez que falei
Infelizmente, me desequilibrei.
Levei um tempão pra voltar ao normal.
Ou seja, algo absolutamente surreal.

Sem falar que para você falar de uma situação,
Que estrangulou o seu coração,
Você tem que revivê-la.
Sei que não é possível revertê-la.

Então, pra que ficar relembrando
E se torturando.

Tem mais:
Já não importa mais,
A esta altura de minha vida,
Tão adiantado na subida....

Nem é questão de perdoar ou não.
Isso pra mim é besteira.
Ridícula brincadeira.
Quem tem que perdoar é a imensidão!

Já passou.
Já foi. Acabou!

Sei que o que vivo hoje, é fruto daquilo.
Mas, até que ficou bonita a letra de meu hino...!!
Peguei toda aquela mentira, aquele cinismo,
E transformei em lirismo.





"Sou eu mesmo a charada sincopada que ninguém na roda decifra"
https://www.youtube.com/watch?v=5EaZjXlrigc




























Trabalho nº 2808

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Acelerando

tudopore-mail



Dei uma aceleradinha no ritmo de minha interna percussão.
Exigência do coração!
O danado
Está todo assanhado
Com este novo alinhamento,
Totalmente oposto ao abatimento.

Tirei das costas o peso de alguns anos,
De incontáveis desenganos.
De reações excessivamente magoadas,
Em virtude das incansáveis pedradas,
Disfarçadas de falsos carinhos.
Depurei o ninho...!

Troquei o texto.
O anterior já estava muito batido.
Ninguém mais escutava,
Ou respeitava!
Perdi o restinho de medo...
Minimizado, não mais me admito!

Assumo de uma vez o meu valor e de minha amada obra.
Há que ser respeitado todo este lirismo que me transborda,
Que me transpassa
E arregaça!
A fonte
Deste meu holístico horizonte!





"A sombra que me move também me ilumina"
https://www.youtube.com/watch?v=wLXLF-c3oVI


tudopore-mail
 Trabalho nº 2807


A Vitória

tudopore-mail

 
Sim! Quando me aparece a dúvida,
Sobre o que, realmente, o mundo quer de mim...
Se será assim até o fim...
Não apelo para a súplica.

Corro para a Poesia
E reinaguro-me em "Ardentia"!

É o excesso de energia telúrica neste corpo,
Que, nem de longe, se reflete em meu rosto...
Traduzindo: é o excesso de fogo mesmo,
Incendiando o meu enredo.
Me deixando louco...
Com cara de bobo!

Aqui, em versos,
Posso falar abertamente,
Honestamente,
Sobre os meus incêndios...
Talvez, meus maiores compêndios!!!
Confesso!


A minha capacidade de gostar,
É, sim, de se invejar!
Solar!
Espetacular!
Bem resolvida!
Por isso mesmo, especialmente, bonita!
Tooooooooda florida!

A vitória de minha subida!





"Já me dei pra gente errada"
https://www.youtube.com/watch?v=Ehn5o__QX6Y


 tudopore-mail
 Trabalho nº 2806

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

A Minha Poesia Holística

 tudopore-mail



De tempos em tempos,
Sinto necessidade de explicar
Porque escrevo:
Porque preciso respirar...!!!
Não! Não é um passatempo.
Não é figurinha,
Para ficar trocando...
Não é brincadeirinha
De quem não tem o que fazer...

Não, meus amigos. Eu tenho o que dizer.

É o meu grande compromisso!
É meu natural elemento.
É o que me está validando!!!
O ponto alto de meu destino.
Minha Poesia Holística não se destaca pela intelectualidade,
Ao contrário, seu ponto forte é a simplicidade.
Quero muito me fazer entender.
Não quero me exibir.
Nem me eximir
Do perceber.

Sinto que tenho obrigação
De compartilhar o que descubro junto à vastidão.
Para tanto, tento ser claro, direto,
Para atingir o ponto certo
Que é contribuir
Para o humano evoluir.





"Se você chegasse agora não ia me encontrar chorando"
http://www.youtube.com/watch?v=22NZThFl2BY



tudopore-mail


 






















Trabalho nº 2805

A Formação



A sociedade atual tem formado seus filhos,
Quando forma,
Para seguir os capitalistas trilhos.
Independente da individual forma!
Está cumprindo o papel dela.
Está defendendo o que é dela.
Mesmo que o tempo tenha provado,
Que está tudo absolutamente errado,

Em seus signos,
Em seus desígnios.
Seu discurso é oco.
Só tem levado ao fundo do espiritual fosso.
Só tem destruído a natureza,
Em troca de suas pútridas certezas.

A miséria e a infelicidade se espalham impunes.
Ninguém está imune.
Todos os valores trocados
E o infortúnio está instalado.
Temos que atacar a base do problema,
Se não quisermos que se perpetue este sórdido esquema.

A formação.
A educação!
Precisamos formar nossos filhos
Voltados para os cósmicos destinos.
E não para subirem na vida material a qualquer custo,
A pontapés e murros.
Sem um pingo de ética.

É preciso desconstruir a atual estética.





"Perdoem a cara amarrada"
https://www.youtube.com/watch?v=jWWOMrrtNfw


tudopore-mail

Trabalho nº 2804

 

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Esgotei-me !!!






Esgotado é pouco, para o que estou sentindo... 
Que dia esquisito... 
Entupido de atritos...! 
Muito louco! 
Todo torto... 
Ainda bem que já está indo. 

Em muitas áreas: problemas!!! 
Pane total em meu esquema!!! 
Desde o notebook até a digestão, 
Tudo em confusão. 
Foi uma prova de resiliência, 
Que acabou com minha paciência... 

Apesar de ter vencido, 
Gostaria muitíssimo de não ter passado por tudo isso... 
Aquele tipo de experiência 
Que nada agrega à consciência. 
É só desgaste! 
Teste mortal para vários engastes... 

Quando adormecer 
Quero esquecer, 
Apagar o que for possível 
Desse período horrível... 
Que, com certeza, me causou danos, 
Por excesso de desenganos, 
De estrondosos desgostos, 
Que deixaram suas marcas em meu rosto... 

Se não fosse o compromisso com a Poesia, 
Teria me deixado levar pela ira! 









"Tu, pessoa nefasta vê se afasta teu mal"







fotos-Ilda Stauffer


















Trabalho nº 2803