sábado, 19 de maio de 2012

Fiel Escudeira














Vamos colocar da seguinte forma:
Não fosse a fantasia,
Os sonhos,
Que habitam minha vida,
Não haveria poesia!
Seria uma insuportável lida...
...No pescoço, uma apertada corda!
É a alegoria que mantém meu rosto risonho!


Tenho consciência da fantasia,
Em minha harmonia!
Mas, tenho que ir longe,
Pra trazer pra perto,
Esse outro horizonte,
Onde fica mais claro, o certo!
Menos trabalhoso,
Permanecer harmonioso!


Tomo o cuidado
De calcá-la em bases possíveis,
Desde que se esteja disponível,
Acessível,
Ao explicitamente sensível!
Ou seja, o absolutamente incrível,
Elevado aos maiores níveis!
O Bom, oitavado!


A atualidade manifesta-se violentamente,
Para mostrar o absurdo
Que fizemos com o nosso mundo.
Sigo em direção oposta, naturalmente,
Tento acordar o irmão,
Acarinhando,
Suavizando,
O seu coração!


Para que ele, a luz, perceba!
E a outro irmão, interceda!
Assim formamos a rede,
Capaz de saciar a sede
Que todos temos,
Embora não a aceitemos,
De exercer a afetividade
Com liberdade!





Para todos os sonhadores acordados!!!





Vídeo lindo
Milton e Caetano
"Terceira Margem do Rio"






Fotos - Cheia do Amazonas - Madalena Tedesco

2 comentários:

Emmanuel Almeida disse...

Num sonho, num abraço apertado estamos todos nós que amamos, enlaçados! rsrsrs... Bom dia Poeta!

filho disse...

faremos a corrente, poeta amigo...luz daremos ao nosso povo,
vc, grande poeta, lindo poema!