sábado, 23 de março de 2013

Detector de Excessos





         Reconheço quando alguém fala com paixão. E, reconheço também, quando esta paixão está influenciando negativamente, a opinião. Não é muito complicado, porque quando se pronuncia desta maneira, influenciado pela paixão, escapa-se da coerência. Afasta-se, ainda que seja um pouquinho, do bom senso, maculando o discurso. Abrem-se buracos inexplicáveis.
         Como sempre, digo por mim mesmo. Principalmente, quando me pego recordando o passado. Meus discursos inflamados, defendendo o ar ... Como todos, também dei vários vexames, iludido por alguma bobagem. Defendi pessoas que hoje colocaria direto no paredão, sem gastar tempo ou dinheiro, com palhaçada de julgamento.
         Enfim, infelizmente, isso só é possível na maturidade, depois de se ter vivido intensamente, a própria afetividade. Quem sempre se escondeu, só envelheceu. O mesmo com que se pendurou em relacionamentos rodrigueanos, que, jamais, poderiam ser chamados de “casamentos”. Gente que pensa que engana o infinito... Imaginem o tamanho do ego... Ou, da fragilidade da personalidade! Gente que nada sabe. Em nada cabe. Gastou a encarnação, em vão: poupando-se, guardando-se... Como se fossem valiosíssimos diamantes!!! Nunca amaram! Pouco gozaram! Procriaram, friamente! Afrontando a lei primeira da vastidão!  Não conseguiram se reconhecer na cria. Muito menos no infeliz, do parceiro!!! É aquele tipo que trabalha nos bastidores, para o fracasso do espetáculo! Nesses casos a velhice é uma inimiga crudelíssima.
         Melhor mesmo é sair da concha. Atirar-se na vida, com fome, com gana, com disposição pra tentar ser o máximo que puder. O que passa, obrigatoriamente, pela realização emocional. Independente de moldes. Satisfazer o corpo, sem deixa-lo escravizar. Afinal, ele tem que ser o veículo de nossa evolução. Sem ele, nada é possível, Então, é recomendável: ouvi-lo, entende-lo, atende-lo, na medida do possível, sempre orientado pelo bom senso. Ou seja: ser verdadeiro!




Vídeo complementar:



Para adquirir meu terceiro livro
No site da editora Biblioteca24horas
Digite Txai no campo de pesquisa
Ao alto, no canto esquerdo



Um comentário:

ᄊム尺goん disse...

Muuuita coerência e verdade.

adorei teu texto.


beijo