quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Lacre



Foi preciso lacrar a janela,

Por estar inundando a casa...
Fragilizando a asa,
Atrasando a primavera.

Contrariado, dolorido,
Porém, convicto.
Todas as chances foram dadas,
Todas as hipóteses revisitadas...
Ainda assim, fugiu-me a compreensão
Dessa equivocada situação.
Diante do exposto,
Para não vincar, ainda mais, o rosto,
Foi necessário o lacre,
Para evitar um mais triste desastre.

Algumas pessoas são assim na nossa vida.
Mesmo que não queiram, prejudicam...
Ao desequilíbrio, incitam!
Tornam, insuportavelmente íngreme, a subida.
Provocam dor,
Detonam o terror
Com seu comportamento egoísta,
Minimalista,
Limitado,
Desapaixonado,
Negligente...
...Indecente!

Sai hoje, de minha existência,
Um ícone da inconsistência.
Que siga em paz, seu caminho.
É totalmente positivo meu ninho.
Não serve para quem tem medo,
E faz questão de desconhecer o próprio enredo.
Minha vida é clara e alta.
É apaixonadamente lírica, a alma!









Música complementar:
http://www.youtube.com/watch?v=Z0LCyTrxXJc&feature=related




Proporcione Enlevo!

Presenteie Poesia

"Vida Alta" - Entre pelo mar da Bahia ao abrir o livro e vá parar no espaço, tendo a sensação de estar na constelação de Andrômeda!

"Ardentia" - Versos arrebatados! Novo enquadramento para antigos questionamentos. - Uma explosão de determinação, alegria e paixão!

Contato: cbs263000@hotmail.com 



2 comentários:

Toninhobira disse...

Que em nossas vidas estejamos blindados desta ervas amigo.
Que possamos manter o equilibrio nesta longa jornada.
Meu abraço de paz e luz.

Anônimo disse...

...Sabedoria extraordinária!!! continue sempre assim com sua vida nas alturas saboreando e emanando luz! Minhas reverências. Beijos da Lety.