domingo, 25 de dezembro de 2011

Renda Fina



A pureza é atemporal!
Sua essência é universal!
Fruto maduro!
Porto mais que seguro...
Árvore encantada,
De tão delicada!

Cósmica túnica!
Única!
Incorruptível...
Incrível!
Absoluta,
Impoluta!

Alguém cantando lindamente...
Alguns voos da mente...
A afeição espontânea,
A sensação subcutânea!
O núcleo da esperança...
A vida, quando dança!


 


Ela é o caminho,
Dos sem ninho!
Dos que acreditam
Na chama interna que crepita,
Acima dos temporais,
Com seus vendavais!

A pureza resiste
Insiste,
Cria seus atalhos,
Junta os retalhos...
Sobreviverá,
Vencerá!

É celebre,
Por ser alegre,
Contagiante,
Por ser plenamente relevante!
Clara,
Calma!

A chave dos grandes segredos.
Está em todos os melhores enredos!
Fina renda...
A mais verdadeira lenda!
O milagre
Oculto em um cair de tarde...

Nas manhãs todas...
Incluindo as roucas!
Nas noites de lua,
...Refletida... nua!
Nos eclipses
De todos os ilusórios apocalipses!




Feliz Aniversário
Minha Amiga Linda Poetisa
Leila Rodrigues


Vídeo indicado é um presente para todos:
http://www.youtube.com/watch?v=Zhzb80W578M&NR=1




Proporcione Enlevo!


Presenteie Poesia


"Vida Alta" - Entre pelo mar da Bahia ao abrir o livro e vá parar no espaço, tendo a sensação de estar na constelação de Andrômeda!


"Ardentia" - Versos arrebatados! Novo enquadramento para antigos questionamentos. - Uma explosão de determinação, alegria e paixão!


Contato: cbs263000@hotmail.com  




3 comentários:

helio.rocca disse...

Belo poema amigo, um Feliz Ano Novo pra você.

artes e literatura disse...

A Pureza dos sentimentos mais puros!!! Lindo demais, Claudio!!! Beijos e meu carinho, Aninha

Anônimo disse...

***** Nossa Claudio!!! Que doçura!Fico sem palavras... Homenagem mais do que linda!* Parabéns!* Encantada!*!*!* Um abraço cheio de saudades!* >>> Narlei*