sábado, 28 de janeiro de 2012

Algo Superior




Em alguns instantes, tenho a nítida impressão,
Chego à triste conclusão,
De que deixamos muuuuita coisa boa passar...
Substâncias realmente interessantes...
Não sabemos selecionar.
Quando o bom se apresenta, ficamos relutantes,
Às vezes, até constrangidos...
Ficamos pensando se teríamos, por acaso, merecido...

Acho que o que qualificamos de prazer,
Está longe do que poderia, realmente, vir a ser,
Se tivéssemos intimidade,
Com a nossa verdade.
Conceitos equivocados,
Sobre comportamentos massificados,
Padronizados,
Impostos, globalizados!

Ah! O prazer capitalista é muito pobre!
Demasiadamente esnobe...
Intransigente,
Inconsequente!
Tem desagradáveis consequências,
É repleto de ausências...
De inúteis vantagens,
De consternadas chantagens!

Tudo tão falso,
Tão ralo!
Claro, tem que existir algo superior!
Só pode estar adormecido no interior!
A famosa matemática cósmica!
A celestial lógica!
Aposto numa existência enlevada,
Sensivelmente encantada!

Mágica,
Impávida...
De tão rica,
De tão bonita!
Muitíssimo bem acabada,
Delicada!
Inspirada...
...Arrebatada!







Música indicada
"Anabela"
Renato Braz
http://www.youtube.com/watch?v=0862dHXFb9g&feature=related





2 comentários:

Nuvembranca disse...

Relendo... E mais uma vez adorando ler. Parabéns amigo.

Anônimo disse...

***** "Claro, tem que existir algo superior"...!* Ficou maravilhoso!* Mais uma vez, parabéns poeta arretado!* Um beijo no coração!* >>> Narlei*