domingo, 2 de fevereiro de 2014

Tempo Emocional










 



Há dias em que o tempo pesa mais.
É quando se percebe o que não dá mais.
O que não pode mais acontecer.
O que não se pode mais fazer.

O tempo a que me refiro é o emocional.

A vivência das emoções.
As consequências das opções,
Das sensações,
Das paixões!
Ou, a falta delas,
Descolorindo a passarela.

Só fica registrado o que sentimos.

É por onde, cosmicamente, somos definidos.
O que fizemos sem sentir, por fazer,
Foi apenas energia que pusemos a perder.
Já o que se faz com paixão,
Registra-se em destaque, junto à imensidão.
Aos dezoito anos de idade, a paixão assumiu o leme
De minha intensa existência,
Para sempre.
Definiu o andamento da íntima cadência.

O tempo é o acúmulo dessas emoções,

Desenhadas pelas nossas percepções.




"Logo eu"
https://www.youtube.com/watch?v=LLA2mfMCiao#t=120



Presenteie lirismo!!!

Para adquirir  meus livros direto no site da Editora Biblioteca24horas,
Clique no link abaixo. 
Em seguida, digite meu nome ou o do livro no campo de pesquisa

http://24.233.183.33/cont/login/Index_Piloto.jsp?ID=bv24x7br




2 comentários:

Susana V disse...

"O tempo é o acúmulo dessas emoções,
Desenhadas pelas nossas percepções."

Muito bom. gostei

Luconi Marcia Maria disse...

Boa noite poeta, sumi eu sei, fiquei quatro meses sem net, voltei há um mês e vou devagar visitando as casas amigas, nossa teu poema com a analogia que você fez ficou muito bom, gostei, beijos Luconi