domingo, 6 de novembro de 2011

A Cada Tombo

 

A cada tombo literal que levo,
Vai ficando melhor o sabor,
Mais me esmero...
Pois aprendi que, após a queda,
Altera-se, automaticamente, a direção,
O posicionamento da seta,
Sempre facilitando ao doido coração,
Para que ainda mais se expanda,
Como um mantra
Redentor!

A mente abre mais um pouco,
O que me deixa, progressivamente, louco.
Ainda bem,
Pois só assim posso ir além.
Sei que tudo tem um significado,
Um propósito.
Descobri-lo é ótimo,
Deixa-me mais relaxado,
Mais confiante,
Do que me é, escandalosamente, relevante.

Começo a divisar uns olhares
Que não tinha reparado.
Começo a respirar novíssimos ares,
Para me aprofundar no encantado.
Quero que minhas fantasias
Sejam, indiscutivelmente, lindas...
Sob qualquer ponto de vista!
Apaixonar-me pelo mundo,
A cada fração de segundo,
Foi, está sendo a grande conquista!

A vitória
Que mais agrada à memória.







Vídeo pra iluminar o domingo:
http://www.youtube.com/watch?v=vlq_gvzTFsE&feature=related



Atenção a primeira tiragem de "Ardentia" esgotou.
A próxima só daqui a 15 dias.
Pelo e mail - cbs263000@hotmail.com


5 comentários:

Anônimo disse...

...Sinais da vida que nos servem de puro esmeros!!!É isso aí GIGANTE, seguir em frente mais confiante e feliz...adorei tudo...parabéns! meu carinho e meu beijo. Lety

Anônimo disse...

***** Grande conquista meu amigo!*
E você pode muito, muuuuuuito mais...Parabéns!* ontem tomei banho nesta cachoeira e foi especialmente pra você!*!*!* Receba todas as emanações da àgua doce!!!!!!! Beijo na alma!* >>> Narlei*

Anônimo disse...

Iluminado ficou meu domingo com a luz da sua poesia, querido Claudio! Adorei conhecer este seu espaço poético. Desejo-lhe as maiores felicidades: você merece! Abraços. Ana Flor do Lácio.

Toninhobira disse...

Voce é um vencedor amigo e fico todo feliz com cada degrau desta escalada.
Meu abraço e boa semana.

SOPARIMBA MG disse...

Amigo poeta Claudio a poesia é tão pura com à natureza!