quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Aproveitando a Freada










Vou conseguir tirar proveito,
Deste instante, tão sem jeito...
Aproveitarei esta freada
Para me fortalecer
E continuar na estrada
Que entendo e aceito por Viver.

Todas as farpas,
Todos os espinhos...
...Dos descaminhos...
Todo o time que se pensa, adversário,
Com seu comportamento temerário...
Todas as indecentes, mentais, fardas!
Todo o mau-caratismo,
O cinismo...
A falsidade:
Senhora absoluta desta triste sociedade!
Os cortes!
... A morte!

...Rigorosamente tudo,
Estou aprendendo a reprocessar
Internamente,
Ainda a custo de algum sofrimento,
Infelizmente,
Escolho cada um dos elementos,
Que quero em mim, atuando,
Irradiando...
Tenham eles origem externa,
Ou interna.
Eu decido o que quero compartilhar,
As cores,
Os aromas, os sabores,
Que cabem em meu autoral mundo.

Não se adequam, alguns filamentos.
Não se enquadram nos sentimentos,
Que nortearam toda a minha estrada,
Liricamente, ensolarada!
Por vezes, é preciso parar
Para reorganizar.
Com toda a humildade
E a mais clara sinceridade.
Vale tudo para superar o sofrimento.
O fundamental é garantir holístico alinhamento. 






Música indicada:










Para adquirir meu terceiro livro
No site da editora Biblioteca24horas
Digite Txai no campo de pesquisa
Ao alto, no canto esquerdo






Um comentário:

Sandra Amorim disse...

Bom dia Claudinho! Tudo vale a pena, é aprendizado! Bju