sábado, 9 de fevereiro de 2013

Que Tudo Seja







Que momento é este, que, de tão novo,
Assustou-me, um pouco...
Tudo tão diferente,
Finalmente!
Impossível dormir,
Com tanto querendo se abrir...
...Querendo se mostrar,
Talvez, para me testar...

Não pode ser!
Não há sentido em ser.

Tomara que tudo seja,
Como entendi,
Como penso que percebi...

...Tomara que você esteja!

Ah! Se eu fosse você não brincaria comigo...
Este é o último aviso.
Se chegar mais perto,
Explodirei, por certo!
Sou uma usina nuclear de carinho,
Pronta para espalhar ousadas flores pelo caminho...
Basta um sorriso...
O seu sorriso...
... Com certeza já estamos dando bandeira,
Pode ser que já se fale de nós, a boca pequena...
O fato é que esta nossa atração,
Com ares de paixão,
Está desenhando os próprios passos,
Rumo à união íntima,
Quântica,
De nossos traços.

Está nos desvencilhando dos cansaços
E dos embaraços...





Pra sonhar:







Para adquirir meu terceiro livro
No site da editora Biblioteca24horas
Digite Txai no campo de pesquisa
Ao alto, no canto esquerdo





2 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Seu blog é óptimo,gostei dou-lhe meus parabéns.
Com votos de grandes vitórias.
PS. Se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, faça-o de forma a que possa encontrar seu blog para segui-lo também.
Sou António Batalha.

María Morais disse...

Caca é ótimo. Sua maneira de escrever me fascina.