terça-feira, 17 de abril de 2012

Ao Que Somos Permeáveis





Entendo que o ser humano, vai se aperfeiçoando,
Vai se lapidando,
Na exata medida,
Em que encara a subida;
Em que expande a potencialidade,
A sua vontade
De gostar!
...De mergulhar
Nesse mar desconhecido,
Que nos mantém, irremediavelmente atraídos,
Involuntariamente presos,
A esse irritantemente coerente enredo.

Sorte a nossa,
Sermos permeáveis a essa sensual bossa!

Quanto mais se gosta,
Mas esplêndida se mostra, a costa!
Mais azul, o mar...
Mais profundo o respirar!
Mais dourada essa brisa...
Mais deslumbrante, a vista!
Mais alta a serra
A proteger a terra!
Mais belo o voo,
Sem direito a pouso.
O abrigo,
Passa a ser todo o infinito!

O ser humano imerso em afeição,
Reflete a perfeição!

A afetividade,
Exercida com consciência
E responsabilidade,
Não traz atropelos,
Nem desgastantes desassossegos.
Garante a consistência.
Segura a frequência.
Encaminha para a excelência,
Onde a fantasia
Equipara-se à intransigente harmonia:
A mais alta autarquia
Da alegria.



Para minha amiga
Vitoria Lucio Cirino
"Nuvem Branca"



Senhoras e senhores
aumentem o volume
Rita Ribeiro ao vivo
"Há Mulheres"





2 comentários:

Toninhobira disse...

Em constante processo de aperfeiçoamento nesta lapidação magica.
Para a amiga Nuvem toda eloquencia em bela poesia que ela bem merece.
Um abração amigo.
Sempre inspirado e encantado.

Anônimo disse...

***** Muuuito belo!* ... Cada palavra, trazendo sempre gotinhas de carinho, amor e sabedoria... Video lindo!* Parabéns!* BOA NOITE, durma em paz!*
Um abraçãaaooo >>> Narlei*