terça-feira, 24 de abril de 2012

Amorosamente



 



Sei que todo o amor que semeio,
Dourado por inteiro,
Tem seus próprios desígnios,
Seu autoral destino.

Talvez, atendendo a alguma necessidade
Dessa atualidade,
Vá longe...
Aos inconcebíveis horizontes,
Com requintados arabescos
E muitíssimo criativos textos!

Afinal, é tão puro,
Convenientemente maduro,
Comprovadamente seguro,
Que pode atravessar o mundo...
Cavar fundo,
Mergulhar no mais profundo!
De tudo, extrair o melhor som,
A essência do bom!

Alterar, radicalmente, a paisagem!
Abrir uma clara passagem
Para a parte florida da estrada,
Onde a assanhada passarada,
Ostenta a leveza,
Que só habita a pureza.
Onde a integração,
Só depende da qualidade,
Da polaridade,
Da emoção!

Quando toda essa afeição volta,
A vida, como que se solta...
Exuberante, acorda.
Sorridente, concorda!
Cerca de todos os lados,
Para ninguém mais se sentir um coitado!
Acata!
Protege,
Elege!
Abraça
Carinhosamente,
Amorosamente!

O jeito é sorrir...
E prosseguir!



Para minha amiga
Mariza G. Rocha



Um vídeo lindo
Zezé Motta e Luís Melodia
"Dores de Amores"




3 comentários:

Mari disse...

É... o amor é tudo!
O amor é o fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer...

Tenha um ótimo dia!!

Toninhobira disse...

Que esta força de pensar seja nosso estimulo amigo para prosseguir neste amadurecimento e viver amorosamente.
Meu abraço de paz e luz.

Anônimo disse...

*****... E carinhosamente, amorosamente e alegremente... Vamos que vamos meu amigo!* Aplausos efusivos!*!*!* Parabéns!* Um grannnde abraço!* >>> Narlei*