quinta-feira, 12 de abril de 2012

Vento Quente



É o menino descobrindo seu crescer,
Intuindo seu florescer,
Dentro da esfera,
De sua específica primavera!

Está aprendendo a se conectar,
Com todas as pontas de sua estrela.
Para se entender cometa,
A iluminar!

...Com sua passagem contundente,
Arrepiante!
Sem tramelas,
Nem travas nas janelas...
Fulgente,
Contagiante...
De um extremo a outro,
Sendo percebido por uns poucos...

Desviou de todas as pedras,
Orientado pelas serras,

O menino descobriu ser
A grande sorte,
Que reposiciona seu Norte...
Sempre para mais perto.
Enamorou-se de seu espectro!
Está descobrindo as cores verdadeiras do viver!
Reconheceu a força do desenho
De seu empenho,

Em congratular
Com cada partícula de ar...

Assimilou que pertence
A esse vento quente,
Que molda as sensações,
As percepções...

Esticou seus fios
Por dentro do vazio...
Soltou-os todos,
Por sobre os celestiais morros!





Música Maravilhosa
As Várias Pontas de Uma Estrela
Milton Nascimento e Caetano Veloso

3 comentários:

Anônimo disse...

***** Vento quente e aconchegante...
Gostei muuuito meu amigo!* aceite os meus carinhosos aplausos!*!*!* As imagens e vídeo suuuper lindos... Parabéns!* Um abraço prá lá de caloroso!* Adorovc!* >>> Narlei*

Toninhobira disse...

Vento quente,alma viajante na linda sensação de estar em paz e comunhão com o sentimento,que nos faz voar para alem das cercas e serras.
Meu abraço amigo.

LUCONI disse...

Claúdio fico sem palavras, um poema belo e extremamente profundo, adoro te ler, beijos Luconi