terça-feira, 20 de setembro de 2011

Passos Largos


Últimas reflexões!
Últimas sensações!
Afinal, foram tantas estações...

Música calma ao fundo,
Desenrugando a testa,
Preparando a festa,
Elaborada no mais profundo.

É importante desobstruir o peito,
De tantas mágoas,
De todas as águas.
Perfumar o leito...

Eliminar a melancolia,
Para a grande ousadia!
Depurar o sangue,
Para o próximo instante.

O mais sonhado!
Milimetricamente desenhado.
Delicadamente confeccionado,
Em azuldourado.

Obra de arte na tela da mente,
Pulsando a necessidade premente,
De se sentir acolhido,
Depois de tão esquecido...

O resgate da dignidade,
Pincelando a vida com simplicidade,
Com humildade,
Com generosidade.

Proporcionar-me um descanso,
Uma rede
Para matar a sede.
Um morno balanço.

Mar aberto!
Água de coco, por certo!
Aquela brisa,
Que a tudo ameniza!

A ilusão de segurança,
Puxando a bonança,
Muito mais que merecida.
Uma verdadeira conquista,

Sob qualquer ponto de vista,
Passos largos,
Fartos!

Para cima,
Para o alto
Do meu palco,
Rumo às oceânicas rimas!






Vídeo lindo:
http://www.youtube.com/watch?v=My_OsqkDSjs&feature=related



Para adquirir meu primeiro livro "Ardentia":
http://perse.doneit.com.br/Paginas/DetalhesLivro.aspx?ItemID=754



3 comentários:

Elisa Zambenedetti disse...

Que delícia!
Eu queria uma vida assim pra mim!!!
Claudio, espero q tenha se recuperado da otite.
Beijos.

Anônimo disse...

***** Como sempre, belos e profundos versos!*!*
Leitura muuuuito prazerosa!!!!! PAREBÉNS!* É com todo meu carinho que deixo aqui meu abraço!
~~~~ Narlei~~~~

Toninhobira disse...

Linda sintonia com o espaço,com o que faz e lhe faz tão bem, assim como suas palavras carregadas de emoções multiplas.
Meu abraço amigo.