segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Sensibilizado



Senti necessidade de fazer uma pausa nos assuntos
Que me arrebatam no mundo,
Para, sinceramente,
Emocionadamente,
Agradecer
Pela possibilidade de escrever.

Aliás, escrever e publicar.
Sem a virtual publicação,
Ninguém saberia os caminhos,
Os valentes desígnios
Do meu coração.
Os versos vagariam desconhecidos,
Desaquecidos,
Pelo ar...

Talvez, já tivesse parado de escrever.
Teria me confundido sem perceber...
Talvez, já tivesse secado,
De tão magoado.
Teria me tornado amargo,
De tão farto...
De tão frustrado,
De tão rejeitado!

Mas, minha estrada desaguou na poesia,
Que, disfarçada, desde sempre me seguia...
Sabiamente me seduzia,
Em inspiradoras melodias...
Agarrei-me a ela,
Como um gato à janela:
Com determinação
E uma inconfessável paixão.

O retorno do meu trabalho é-me uma sincera surpresa.
Tanta delicadeza,
Tanta gentileza,
Torrentes de pureza...
Não há como não me emocionar,
Não me curvar,
Transtornado,
De tão emocionado

E dizer: “Sinto-me, profundamente sensibilizado.
Muito, Muito Obrigado”






Vídeo comemorativo:
http://www.youtube.com/watch?v=cDt9nTQVfkM



Para adquirir meus livros: "Vida Alta" e "Ardentia"
Direto comigo: cbs263000@hotmail.com


2 comentários:

Anônimo disse...

***** Seu trabalho é lindo demais meu amigo!* Fiquei "sensibilizada"
com este texto!!!!! Parabéns Poeta e mensageiro da Luz!*!*!* Um abraço verde/dourado com muuuito carinho!*>>> Narlei

O Recanto da Borboleta By Vannessa Adriana Butterfly disse...

Claudio, cada vez que leio algo que vc escreve, é sempre uma grata surpresa. E, dessa vez não poderia ter sido diferente, muito me emocionei com este texto, pois, você disse tudo o que eu sempre pensei em dizer, mas só pensei e não disse e nem escrevi. Parabéns! Vannessa Adriana Butterfly