quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Consciência e Afeição















Quando digo: desmistificar o sofrimento,
Estou querendo dizer
Que esta não é a única via para crescer.
Ao contrário,
Pode muito bem, sacrificar o itinerário.
Óbvio que é impossível viver sem abatimentos.
Mas, muito pode ser evitado,
Deveria ser exterminado,
Com a ampliação da consciência,
Através de um conhecimento mais profundo,
Das convergências do mundo.
Outro fator que amplia a resiliência
É o exercício contínuo da afeição:
Na medida do possível: indiscriminadamente,
Sinceramente!
- A humana consagração -


Estamos vivendo em uma espécie de prisão,
Por não ouvirmos o coração,
Muito menos, a razão.
Resultado: a atual humana devastação.
Se ouvíssemos, não haveria mais as inaceitáveis,
Inapeláveis,
Guerras!
Não haveria mais o material acúmulo,
Que está soterrando nossa humanidade,
Em um indesejável, além de incabível, túmulo...
... Escuro, fétido, amargo e feio,
Que jamais, deveria ser considerado como esteio.
Urge que reeditemos o respeito em toda a Terra.

Gostar amplia a frequência,
Além de ser nossa espontânea transcendência.




Vídeo suspirante:



Este trabalho é presente de aniversário para minha amiga/poetisa
Suzana Heeman 
Faça-se feliz, Su!




Um comentário:

M.Cecilia Flor. disse...

Lindo Dia Poeta ..Claudio uma Feliz Homenagem,merecida e completa.Suzana deve estar nas nuvens.E eu só me resta abraçar os dois amigos.Sucesso.Felicidades.duplos.Bjus\Mil\Flor*