quinta-feira, 15 de maio de 2014

Suave e Firme








O carinho, além de ser suave,
Precisa ser firme, convincente,
Para ser convergente.
Caso contrário se torna um entrave.

Precisa passar segurança,
Para que surta efeito.
Tem que ter aroma de bonança
Para reenergizar o peito.

O carinho que vacila, 
Não instiga.
Se for por demais leve,
Excessivamente breve,
Como se fosse deslocado,
Pode estar mal intencionado.
Pode ocultar fraquezas,
Ao invés de se banhar
Nas águas claríssimas da pureza.

Quando verdadeiro, dá vontade de voar...

É necessário verificar se o objeto do afeto,
Recebeu-o como a proteção de um etéreo teto.
Se atingiu o alvo
De deixar o outro mais próximo do alto.

Tem que fazer bem, indiscutivelmente,
Positivamente.
Não deve deixar dúvidas.
Também não lhe cabem súplicas.
A espontaneidade
É a regra número um da afetividade.




"Eu vou banhando só de luz negra"
https://www.youtube.com/watch?v=GsO5DcHAE1k





Um comentário:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

O carinho é uma característica das pessoas amigas e com capacidade de se relacionarem bem onde quer que estejam e com quem estejam