segunda-feira, 26 de maio de 2014

Tardes Encantadas










As tardes na Lancheria
São todas dedicadas à Poesia.
A viver em seu estado,
Em pleno arrebatamento!
Sob o mais puro e claro sentimento.
Ah! Este convívio com o encantado,
Onde a vida se descomplica,
E, naturalmente se explica.
Não sobre os moldes do estabelecido,
Mas, sobre um amplo e digno sentido...
As árvores com sua irradiação pacífica,
Muito além de mística,
É, em si, uma obra de arte.
Moldura perfeita para o lirismo das tardes.
São fontes perpétuas de inspiração,
Para quem tem não teme o calor
De ter tanto Amor.
Aqui é que me acerto com o coração.
Repasso os planos.
Suavizo os desenganos.
Converso com o infinito
E me entendo com meu juízo.

Gosto de estar ao ar livre,
De sentir em mim, o lirismo, bem firme.
Expandindo-se, por sobre as trincheiras
Das emocionais ribanceiras.
Impelindo-me mais e mais à nobreza
De fazer questão de viver em pureza.





"Um dia alguém me falou que eu cresceria num país tão belo - tudo verde e amarelo"
https://www.youtube.com/watch?v=e_ZZopTkQko








Um comentário:

Maltez Lima disse...

Toda sorte de benção para vc meu amigo Claudio Poeta!